quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

des-crição



 Ela era assim...
da inconstância à constância, do querer ao não querer mais, do sorriso à lágrima, da sabedoria à ignorância, da conquista à perda, do pouco ao muito, do tudo ao nada, ela era assim.. do início ao fim.
Ainda há tantas coisas que podem ser feitas que ela jamais seria capaz de privar-se da vida, pois seria como pedir a qualquer um que lhe possuísse novamente, seria como... solicitar um amor pra vida inteira.
Ela é louca! Talvez, mas qualquer pitada de sal pede uma de açúcar, ao menos de acordo com o que ela acreditava, e sim... parece mesmo loucura.
Ela não liga se você diz que ela é vulgar ou recatada, pode ser os dois, ou pode fingir ser como tu.
Ela pede por mais vida, enquanto tantos outros querem grana viva... 
É quase a imperfeição, mas com a ausência do 'im' por vezes. Contraditóóória hein?!