sexta-feira, 20 de junho de 2008

Amor de Amizade

Simplesmente já desconheço aqueles momentos ao seu lado.
Aquelas risadas tão intensas, aqueles olhares alegres, aquela amiga que eu amava, aquela pessoa em quem eu confiava, aquela que me chamava e aquela que eu amava, ou amo?
Saudades de quando você me escutava, de quando você queria aprender comigo, hoje acha ou até está correta sabe mais que eu.
Procuro fotos nossas, acho textos, distintos em um final, o seu feliz, o meu mais triste.Criticas em cima de criticas, e você já não vê meu lado, não percebe que eu quero seu bem, não me compreende, não me deseja por perto, se afasta tanto de mim, procura a sua turma que não me envolva, onde estão as conversas?
Horas falando de tudo, acha que eu não te aceito, mas eu quero te acolher em meus braços, um abraço calmo e insignificante, a distancia ja se fez por nós.
Quero seu abraço forte, que me arrancava o folego, mas me trazia a felicidade de te ter como uma grande amiga, quero você gritando meu nome com felicidade.Aquele momento guardou-se em minha memória, e morreu em lagos de lágrimas.
Posso ouvir você chamando, não é meu nome, é apenas uma frase que se desintegra de mim, e aquele suspiro nada intenso, é aquele momento nada especial, são aquelas pessoas que você deseja ser.
Porque não é aquilo logo?
Me critica pelo amor! Já senti sua dor, nada boa, não me fez sorrir, acha que é tão simples amar?Pois lhe respondo mesmo sem que me pergunte. Nada facil, ame também e verá, tem seu lado belo, mas magoa a corações frageis, faz com que lágrimas cuidem de expressões alegres.
Quero apenas que me compreenda, e que faça pela eternidade, aquilo que disse que aconteceria, NOSSA AMIZADE JAMAIS MORRERIA.